75-Saude-fisica-cultural-espiritual-e-emocional-08022018

Saúde física, cultural, espiritual e emocional

Por Carlos Faccina
No recente post Para buscar a paz interior, não se renda nunca, conversamos sobre os desafios de encontrar equilíbrio ao enfrentar as incertezas da profissão, a luta para ascender na carreira, as pressões por resultados, as responsabilidades financeiras, a vida numa cidade violenta… Enfim, questionei se esse é o preço cobrado pela combinação de carreira e sucesso.

Volto ao tema para indicar alguns caminhos que possam aliviar essa pressão. Eles envolvem saúde física, cultura, espiritual e emocional:

1. Um dos instrumentos mais poderosos para encontrar a paz interior é, sem dúvida, a busca pela cultura humanística, representada pela literatura, música, cinema e a prática da arte. O ato de ler uma boa literatura (uma biografia que nos remete a analogias interessantes), ouvir uma boa música (que nos transporta, ao menos por minutos, para o mundo da paz interior), assistir a uma boa peça ou a um bom filme: tudo alimenta nossa alma, amplia nosso conhecimento;

2. A outra forma de se aproximar da paz interior é compreender os seus próprios limites e não aspirar ao que você não irá alcançar. Isso não é conformismo, é a sua realidade (“Conhecer a si mesmo” continua uma indicação valiosa apesar de ser uma frase colocada na porta do templo de Delfos na Grécia antiga). O autoexame nos permite dizer qual é o nosso limite de competência. Todos nós temos um limite, não se iluda. A neurociência já provou que somos realmente limitados e que isso não é defeito, é a capacidade de energia natural da nossa máquina genética;

3. Dedicar um tempo para o lazer e atividade física é regra básica para trazer o corpo ao equilíbrio arrancado de nós nas cadeiras de escritório, nas filas do trânsito e nas torturas psicológicas vivenciadas por cada de um de nós na dinâmica diária em busca de resultados. Os especialistas não cansam de destacar o risco que representa negligenciar esses aspectos da saúde (leia No ambulatório, somatização é metade dos casos);

4. Considero a busca pela espiritualidade muita válida e, como questão pessoal, cada um a pratica a seu modo dentro de seus padrões de crença.

A felicidade é efêmera e se apresenta em pequenas doses. Vamos buscar essas doses. O que você faz para buscar sua paz interior?

Aliás, ia me esquecendo: uma refeição prazerosa, sem pressa, acompanhada de pessoas agradáveis e de um bom cálice de vinho me aproxima do prazer e me distancia da angústia.
Compartilhe

Categorias

Assine a nossa newsletter

Fique por dentro dos principais temas em gestão, aprendizado e tecnologia do mercado!

Você também pode gostar