4-e-Learning-Aspectos-Motivacionais-p2007

e-Learning: Aspectos Motivacionais



1.) Objetivo

A pesquisa deste mês buscou identificar os aspectos motivacionais do e-Learning.


2.) Metodologia

Foi realizado um levantamento quantitativo no mês de setembro, por meio do portal e-Learning Brasil (www.elearningbrasil.com.br), aplicado a 227 organizações brasileiras. A análise abordou seis tópicos distintos:

· A obrigatoriedade de participação nos cursos;
· Onde e quando devem ser realizados os cursos (visão do aluno e da organização);
· O tipo de suporte mais importante;
· A importância da divulgação dos cursos;
· O meio mais utilizado para divulgá-los;
· O fator que efetivamente impulsiona o interesse pelo treinamento.


3.) Características da amostra

A amostra analisada possui uma distribuição variada de organizações, pertencentes às cinco regiões brasileiras: Sudeste (69%), Sul (31%), Centro-Oeste (12%), Nordeste (4%) e Norte (2%).


A pesquisa consultou 227 organizações nos setores de Educação (35%), Tecnologia (11%), Consultoria (8%), Produtos industriais, e-Learning e Governo (6% cada), entre outros.


A maioria das organizações (35%) possui um quadro de funcionários com menos de 100 integrantes, 40% conta com 101 a 2.500 colaboradores e 25% possui mais de 2.501 colaboradores. Confira o gráfico detalhado:

Outros tópicos analisados pela amostra:

a) O tipo de organização em que o pesquisado trabalha;

b) Seu papel na organização;


c) Em que departamento atua;


4.) Resultados

4.1) Participação Obrigatória ou Voluntária?

Uma dúvida muito freqüente é se os cursos devem ou não ser obrigatórios em uma organização. Procuramos, portanto, projetar no mercado brasileiro qual a postura das organizações atualmente e as expectativas dos profissionais para o futuro.

De acordo com a pesquisa, 69% dos participantes afirmaram que a maioria dos cursos em suas organizações não é obrigatória, ou seja, a participação é voluntária. Outros 31% afirmam que a participação nos cursos é obrigatória.


4.2) Onde e quando deverão ser realizados os cursos?

Outra pergunta endereçada aos participantes foi onde e quando eles gostariam de participar, como treinandos ou alunos, dos cursos oferecidos de modo on-line. A maioria das pessoas (38% dos pesquisados) afirmou que não faz diferença, e 37% responderam que prefeririam fazer seus cursos no local de trabalho e durante as horas do expediente. Em terceiro lugar ficou a opção de fazer os cursos fora do local de trabalho, antes ou após as horas do expediente (escolhida por 15% dos participantes). Os demais 10% gostariam de fazer seus cursos no local de trabalho, antes ou após as horas de serviço.


4.2.1) Visão da Organização:


4.3) Tipos de suporte mais importantes

Para 77% do universo pesquisado, o suporte mais importante em cursos de e-Learning é o suporte didático e de conteúdo, ou seja, a presença de um tutor ou monitor que auxilie e motive o aluno durante o processo de aprendizagem. Em seguida, está o suporte técnico sobre equipamentos e tecnologias, considerado por 29% dos participantes como o mais importante. Outros 10% ainda consideram o suporte por parte de colegas de curso como o mais importante.


4.4) Qual a importância do marketing e da divulgação dos cursos?

Para muitos especialistas, um dos pontos fundamentais para um projeto de e-Learning obter êxito é a divulgação e as ações de marketing que o circundam. Por isso foi perguntado aos participantes da pesquisa qual a importância do marketing para o aumento da participação dos treinandos. Veja os resultados no gráfico abaixo:


4.5) Meio mais utilizado para divulgação dos cursos (Múltipla escolha)

O meio mais utilizado pelas organizações para a divulgação dos cursos é o e-mail (60%). Outros 53% afirmaram que é o contato direto através de Internet e Intranet. Para 26%, o meio mais utilizado é o informativo corporativo.


4.6) Fatores de Motivação

Com o objetivo de entender melhor o que pensam os profissionais brasileiros a respeito do que realmente motiva a participação das pessoas em programas de educação e treinamento, perguntamos qual o fator que efetivamente impulsiona esse interesse. Confira o ranking abaixo com a relação de fatores e a porcentagem de participantes que optou por cada um deles:

5.) Conclusão

A amostra analisada possui uma distribuição variada de organizações, pertencentes às cinco regiões brasileiras: Sudeste (69%), Sul (31%), Centro-Oeste (12%), Nordeste (4%) e Norte (2%).

A pesquisa consultou 227 organizações nos setores de Educação (35%), Tecnologia (11%), Consultoria (8%), Produtos Industriais, e-Learning e governo(6% cada), entre outros.

Uma dúvida muito freqüente é se os cursos devem ou não ser obrigatórios em uma organização. Procuramos, portanto, projetar no mercado brasileiro qual a postura das organizações atualmente e as expectativas dos profissionais para o futuro.

De acordo com a pesquisa, 69% dos participantes afirmaram que a maioria dos cursos em suas organizações não é obrigatória, ou seja, a participação é voluntária. Outros 31% afirmam que a participação nos cursos é obrigatória.

Outra pergunta endereçada aos participantes foi onde e quando eles gostariam de participar, como treinandos ou alunos, dos cursos oferecidos de modo on-line. A maioria das pessoas (38% dos pesquisados) afirmou que não faz diferença, e 37% responderam que prefeririam fazer seus cursos no local de trabalho e durante as horas do expediente. Em terceiro lugar ficou a opção de fazer os cursos fora do local de trabalho, antes ou após as horas do expediente (escolhida por 15% dos participantes). Os demais 10% gostariam de fazer seus cursos no local de trabalho, antes ou após as horas de serviço.

Em 77% do universo pesquisado, o suporte mais importante em cursos de e-Learning é o suporte didático e de conteúdo, ou seja, a presença de um tutor ou monitor que auxilie e motive o aluno durante o processo de aprendizagem. Em seguida está o suporte técnico sobre equipamentos e tecnologias, considerado por 29% dos participantes como o mais importante. Outros 10% ainda consideram o suporte por parte de colegas de curso como o mais importante.

Para muitos especialistas, um dos pontos fundamentais para um projeto de e-Learning obter êxito é a divulgação e as ações de marketing que o circundam. Por isso foi perguntado aos participantes da pesquisa qual a importância do marketing para o aumento da participação dos treinandos.

O meio mais utilizado pelas organizações para a divulgação dos cursos é o e-mail (60%). Outros 53% afirmaram que é o contato direto através de Internet e Intranet. Para 26%, o meio mais utilizado é o informativo corporativo.

Com o objetivo de entender melhor o que pensam os profissionais brasileiros a respeito do que realmente motiva a participação das pessoas em programas de educação e treinamento, perguntamos qual o fator que efetivamente impulsiona esse interesse.

Compartilhe

Categorias

Assine a nossa newsletter

Fique por dentro dos principais temas em gestão, aprendizado e tecnologia do mercado!

Você também pode gostar