141-Discordar-do-chefe-prejudica-a-carreira-15022018

Discordar do chefe prejudica a carreira?

Por Carlos Faccina
Duas frases de dois personagens totalmente distintos: “Toda a unanimidade é burra” é de autoria de Carlos Lacerda, político e jornalista, fundador da Editora Nova Fronteira, e considerado um dos personagens mais influentes da vida nacional. “Quando todos estão de acordo, alguém não esta pensando” é frase dita por George Patton, considerado o melhor general americano da segunda Guerra Mundial.

Transportando para a vida empresarial, ouvimos todos os dias que consenso é o que procuramos, principalmente se a ideia vier de cima. Unanimidade, por vezes, torna-se mais importante que a procura pela melhor ideia.

Não, que você deva ser do contra, o chato que sempre esta procurando pelo em ovo. Discordar por discordar não leva a nada. O importante é pensar, como sugeriu Patton. Isso pode levar a um conflito, que necessariamente não é negativo. O conflito saudável de ideias é sim excelente para novos projetos, lançamento de produtos ou a procura de novas oportunidades de mercado.

Pensar e discordar do unânime pode ser útil para a empresa e para a sua carreira. Ter consistência e base para discordar são, na verdade, poderosos instrumentos de negócio e, consequentemente, alavancam carreira.

Na minha vida profissional, sempre segui esse parâmetro, o que me ajudou muito na minha carreira.
Compartilhe

Categorias

Assine a nossa newsletter

Fique por dentro dos principais temas em gestão, aprendizado e tecnologia do mercado!

Você também pode gostar