4-Alinhando-o-e-Learning-a-Cultura-e-a-Estrategia-Organizacional-p2001

Alinhando o e-Learning à Cultura e à Estratégia Organizacional



Assim como muitas outras iniciativas corporativas, o e-Learning também precisa ser planejado e executado de acordo com as estratégias de negócios das organizações. Os resultados objetivados pelo e-Learning precisam influenciar positivamente os negócios das empresas, seja através do aumento da qualidade dos serviços prestados a clientes, seja através da melhoria de desempenho de seus profissionais.

A 7a pesquisa do e-Learning Brasil procurou avaliar exatamente o nível de alinhamento entre as iniciativas de e-Learning, as estratégias e os fatores culturais das organizações. A pesquisa foi realizada durante o período de 15 de Agosto a 10 de Setembro de 2001.


O nível atual de oferta de treinamentos e cursos

Antes de analisar as iniciativas de e-Learning nas organizações, o e-Learning Brasil procurou traçar um perfil das iniciativas de serviços de treinamento oferecidos pelas organizações brasileiras.

A primeira característica avaliada foi o nível de oferecimento de treinamentos a funcionários. A maior parte dos participantes, cerca de 37%, afirmou que suas organizações oferecem alguns tipos de treinamentos. Outros 31% disseram que suas organizações possuem atualmente uma elevada oferta de treinamentos. Em terceiro lugar na pesquisa ficou o grupo de participantes que afirmou que suas organizações têm oferecido pouco treinamento (25%). O restante (6%) disse que suas organizações não oferecem treinamento a seus funcionários.

A sua organização oferece treinamento 
para seus funcionários?

 

E quanto ao treinamento oferecido a distribuidores, clientes e representantes? Os resultados desta pergunta mostraram que a quantidade de treinamentos oferecidos a parceiros e clientes é ainda menor. Somente 24% dos participantes afirmaram que suas organizações têm oferecido uma elevada oferta de treinamento para estes públicos específicos. Outros 31% disseram que suas organizações oferecem alguns tipos de treinamentos, e 18% afirmaram que pouquíssimos treinamentos são ofertados. O restante (27%) informou não existir tais treinamentos voltados para clientes e parceiros em suas organizações.

Os dados acima mostram que para a grande maioria dos participantes existe uma demanda de treinamentos maior do que a oferta atual. São diversos os motivos que podem ser apontados para explicar o não atendimento desta demanda, como por exemplo, a falta de recursos internos ou o pouco foco nas atividades de treinamento. De qualquer maneira, o e-Learning pode ser indicado como uma solução para esta demanda, em virtude da dinâmica e abrangência proporcionadas.

A sua organização proporciona treinamento para 
distribuidores, clientes e representantes?

 

Aprofundando uma pouco mais esta análise e com o propósito de avaliar o nível de colaboração interna de informações nas organizações, o e-Learning Brasil perguntou sobre o nível de compartilhamento de conhecimentos entre os profissionais. Para 43% dos participantes, este nível é médio em suas organizações, ou seja, existe uma pré-disposição parcial em trocar informações e conhecimentos que dizem respeito às atividades desempenhadas no cotidiano da organização. Outros 33% afirmaram que este é nível é baixo em suas empresas ou instituições. Somente 1/5 das pessoas disseram que esta iniciativa é efetiva e o nível de compartilhamento de informações e conhecimentos elevado. O restante (4%) disseram que não existe este tipo de troca de informações em suas organizações.

Qual o nível de compartilhamento de conhecimentos 
entre os funcionários da sua organização?

 

Planejamento do processo de treinamento e aprendizagem

E qual a visão dos nossos participantes sobre a postura das suas empresas ou instituições diante do treinamento? Será que o nível atual de promoção e incentivo do desenvolvimento profissional e da educação corporativa contínua é eficiente? Dentre os participantes da pesquisa, 41% acredita que este nível é razoavelmente eficiente e poderia ser melhorado. Outros 29% disseram que suas organizações realizam estes processos com muita eficiência. Para 24% dos participantes a promoção e o estímulo ao público alvo têm sido ineficientes. Outros 6% disseram não existir este tipo de promoção aonde atuam.

Na sua opinião, a sua organização promove com eficiência a importância do desenvolvimento profissional e da educação corporativa contínua?

 

Outra questão da pesquisa foi sobre a existência de um modelo bem definido de competências requisitadas para cada posição a ser ocupada nas organizações. Veja no gráfico abaixo, os resultados relacionados a esta característica pesquisada:

Sua organização já possui um modelo bem definido de competências requisitadas para cada posição a ser ocupada?

 

Completando a análise sobre a existência de um modelo de competências, o e-Learning Brasil perguntou se atualmente existe um alinhamento entre os processos de aprendizagem e as competências requeridas para cada atividade nas organizações.

Para 51% dos participantes existe algum alinhamento neste sentido. Para outros 20% não existe nenhum alinhamento, ou seja, é muito comum que pessoas estejam aprendendo ou sendo treinadas em atividades que não estão diretamente ligadas às suas atividades. Existe pouco alinhamento em suas organizações para 12% dos participantes, enquanto que 20% afirmaram que o alinhamento nas empresas ou instituições em que atuam é perfeito.

Atualmente, existe na sua organização o alinhamento entre os processos de aprendizagem e as competências requeridas para a execução de tarefas?

 

Quando perguntado sobre a existência de orientações para que os funcionários obtenham as habilidades mais indicadas para suas atividades, 53% informaram que isto realmente existe em suas organizações. Outros 27% disseram que este tipo de processo se encontra em fase de implementação, e 20% afirmaram que não existe tal orientação.

 

Incentivando a aprendizagem

E qual o nível de abertura da gerência no caso de treinamentos e processos de aprendizagem que necessitem ser realizados durante a jornada de trabalho? Veja a opinião dos participantes sobre esta questão no gráfico abaixo:

A gerência fornece abertura para que os funcionários 
participem de de programas de treinamento durante a jornada de trabalho?

 

Outra questão foi se os funcionários se sentem encorajados ou estimulados através do feedback proporcionado pela gerência da organização. Para 56% este feedback gera algum estímulo. Outros 24% disseram que a gerência tem fornecido um feedback que tem representado um bom estímulo. O restante (20%) afirmou que este feedback não tem gerado nenhum estímulo.

Os funcionários se sentem encorajados ou estimulados através do feedback proporcionado pela gerência da organização?

 

Além do nível de envolvimento da gerência, a pesquisa procurou encontrar também o nível de aprofundamento das organizações em processos de motivação ou incentivos para o treinamento. Para isso foi perguntado se existe hoje nas organizações um plano de motivação que incentive os funcionários a se dedicarem na aquisição de competências exigidas pelos seus cargos.


Somente 14% dos participantes acreditam que o plano hoje existente é completo e traz resultados. Outros 45% informaram que existe um plano parcial que não tem gerado os resultados que poderia. E um dado interessante é que os outros 41% disseram que não existe nenhuma iniciativa deste tipo em suas organizações.

Sua organização possui um plano de motivação (através de incentivos) que faça com que os funcionários se dediquem na aquisição de copetências exigidas pelos seus cargos?

 

E esta motivação, quando existe, se inicia em qual estágio da vida profissional da pessoa na organização? O e-Learning Brasil perguntou se quando um novo colaborador é admitido, alguém da organização procura discutir com ele as possíveis oportunidades de aprendizagem. Para 31% dos participantes, esta iniciativa é bastante freqüente. Para outros 35% isto é pouco freqüente, outros 18% afirmaram que isto é muito raro e 16% disseram que isto nunca ocorre.

Quando um novo colaborador é admitido, alguém da sua organização procura discutir com ele as possíveis oportunidades de aprendizagem?

 

E como os participantes enxergam a postura de suas organizações com relação ao treinamento? Quando perguntado se esta postura o faz pensar que a organização trata o treinamento como um investimento estratégico, 67% acreditam que sim e 33% disseram que não.

 

Aplicando o e-Learning

Um dos grandes benefícios do e-Learning é a possibilidade de personalizar os cursos atendendo a demanda específica de cada pessoa. Seguindo esta característica, foi perguntado qual o nível atual de personalização do treinamento nas organizações. Confira abaixo os resultados obtidos.

Qual o nível de personalização do treinamento em sua organização?

 

Quando perguntado se suas organizações estão prontas para o e-Learning, a maioria dos participantes (70%) respondeu positivamente. Outra questão procurou analisar a existência de uma estratégia bem definida para a implantação do e-Learning. A maior parte dos participantes (38%) disse que suas organizações estão elaborando esta estratégia. Outros 28% disseram que isto não existe mas faz parte dos planos, e 18% afirmaram que esta estratégia já existe e já foi implantada. O restante (16%) disse que esta estratégia não existe e não faz parte dos planos.

Já existe uma estratégia de e-Learning bem definida em sua organização?

 

E qual a abrangência das iniciativas de e-Learning nas organizações? Dentre os participantes, 56% disseram que as empresas ou instituições em que trabalham planejam implantar o e-Learning para todos os seus funcionários. Para 24% esta iniciativa é de um ou outro departamento, e 20% afirmaram o projeto pertence a uma ou mais unidades de negócios.

Comparando as estratégias aplicadas até hoje para o treinamento tradicional e as estratégias que têm sido utilizadas para o e-Learning, foi perguntado se na opinião dos participantes existem diferenças marcantes neste sentido em suas organizações. Confira os resultados abaixo.

Já existe uma estratégia de e-Learning bem definida em sua organização?

 

Estágio de implantação do e-Learning

Para ter uma idéia do estágio de implantação do e-Learning nas organizações dos participantes, veja os resultados abaixo.

Em que ano o e-Learning foi implantado em sua organização?

Compartilhe

Categorias

Assine a nossa newsletter

Fique por dentro dos principais temas em gestão, aprendizado e tecnologia do mercado!

Você também pode gostar